fbpx

Análise do mercado :: semana 14 à 18 Junho

Desde março do ano passado o mercado vem subindo com vigor. Na última semana observamos o índice que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos encontrando resistência por volta dos 4.250 pontos. Um fechamento abaixo de 4.200 pontos poderia ser um pouco mais negativo. No entanto, ainda não houve uma sinalização da mudança da tendência de alta predominante.

Chamam a nossa atenção: (i) o fato de estarmos no topo histórico em vários ativos e (ii) um aumento da frequência de comentários sobre as preocupações com a inflação nos EUA.

No Brasil temos algumas notícias favoráveis no radar como por exemplo: (i) aumento da arrecadação de impostos (ii) vacinação à todo vapor e (iii) perspectiva de privatizações. No âmbito negativo, existe uma preocupação em relação à uma possível crise energética se as chuvas do fim do ano não forem suficientes para abastecer os reservatórios de água. Vamos acompanhar com atenção.

Análises gráficas

As análises abaixo refletem apenas opiniões de cunho pessoal, e não ecoam de maneira alguma qualquer tipo de recomendação de investimento. Além disso, as mesmas são estritamente gráficas, e não consideram qualquer variável adicional, incluindo as citadas no início desse texto.

Ibovespa

Após o rompimento da região de 125 mil pontos temos novamente o mercardo no topo histórico. Continuaremos a alta ou este será apenas um rompimento falso? Acompanhe a seguir a nossa análise semanal…

Contratos de dólar futuro

Os contratos futuros de dólar sentiram o suporte na região de 5210-5220 pontos. Observem que houve o rompimento de uma linha de tendência de baixa importante e existe a possibilidade de formação de um fundo duplo.

O teste de 5190 pode ser o caminho do ativo, no curtíssimo prazo. Vejam nosso comentário na análise semanal em vídeo…

S&P 500

O principal índice americano atingiu nesta última semana o objetivo que já vínhamos mencionando desde o 4o trimestre do ano passado. 

Veja nosso comentário a seguir, com as perspectivas para a semana.

Commodities / Metais / Bitcoin

Também como vínhamos mencionando desde o ano passado, o preço do barril de petróleo mais do que alcançou o seu preço pré-pandemia.

Conforme também mencionamos, havia uma boa probabilidade que o preço continuasse a subir, dado ao otimisto de recuperação econômica pelos mercados, e o corte de Capex (investimento) realizado pelas empresas do setor de óleo e gás, sugerindo um futuro possível de desequilíbrio entre oferta e demanda também para o petróleo.
 

No entanto, os preços podem chegar em breve num patamar de equilíbrio, com os principais produtores reduzindo os cortes de produção realizados durante o período econômico mais intenso da pandemia.

Bitcoin

Há 2 semanas atrás comentamos que o Bitcoin poderia revisitar a região de 37 mil dólares no curtíssimo prazo. O que aconteceu? Foi um pouco além disso. Confira na análise a seguir as perspectivas para os próximos dias…

Ouro

No último dia 11, sexta-feira, o Ouro corrigiu com força. Continuaremos a cair? Vejam nossos comentários no vídeo a seguir.

Agenda econômica

O calendário econômico desta semana será bastante importante, como ilustra as agendas abaixo extraídas do investing.com. 

Se este conteúdo lhe foi útil de alguma forma, não esqueça de compartilhar nas listas de discussão que você participa.

Aproveitamos também para agradecer as 1.326 inscrições e convidá-los a assistirem os principais vídeos do nosso canal do Youtube:

 

Para receber outras informações diárias, curta nossa página no Facebook ou inscreva-se no nosso canal do Telegram, TwitterInstagram. Postamos diariamente algumas idéias, nessas redes sociais, e sua participação e feedback serão mais do que bem vindos. 

Produtos para investidores



Leia também…

Tagged

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

15 + eight =