fbpx

Análise do mercado :: semana 16 à 20 de Agosto

Observamos uma diversidade de países aumentando as retrições de mobilidade com o objetivo de conterem o aumento da disseminação do coronavírus, o que em teoria pode gerar efeitos econômicos ainda mais desfavoráveis, principalmente se esta nova onda acarretar proporcionalmente um número crescente de hospitalizações e óbitos.

Contudo, os mercados financeiros vêm até o momento ignorando possíveis efeitos adversos da cepa Delta sobre a economia global, e seguem subindo com o sentimento e promessa de políticas monetárias e fiscais ‘permanentemente’ estimulativas.

E dado o grau de endividamento do mundo, dificilmente voltaremos à um ambiente que seja independente de subsídios governamentais de larga escala… até que sejamos atingidos pela próxima crise financeira.

Ou chegamos ao nível de conseguirmos controlar os ciclos econômicos, como foi inicialmente pensado antes do estouro da crise de 2008?

Análises gráficas

As análises abaixo refletem apenas opiniões de cunho pessoal, e não ecoam de maneira alguma qualquer tipo de recomendação de investimento. Além disso, as mesmas são estritamente gráficas, e não consideram qualquer variável adicional, incluindo as citadas no início desse texto.

Ibovespa

Como vínhamos comentando, a faixa dos 120mil pontos era uma correção possível, depois do IBOV atingir os 132mil pontos (correção de – 10%): “dois suportes podem se apresentar de forma importante para uma nova perna de alta, a faixa dos 125mil (região onde o índice estacionou nesta última semana), por ser a zona do seu último histórico, a o topo histórico pré-pandemia, perto dos 120mil pontos, que coincide com a retração de 50% de fibonacci desta última perna.”

Ainda há espaço para uma correção mais acentuada, se considerarmos o canal de alta desenhando no gráfico abaixo. No entanto, uma reação nos próximos dias é de suma importância, já que o índice se encontra sobre um suporte relevante, que é o seu topo histórico pré-pandemia.

Numa visão dolarizada,  também alertamos: “observa-se que o ibovespa se encontra dentro de um canal amplo de alta, também muito próximo à sua linha superior, e a expansão de 100% de fibonacci, conforme gráfico abaixo. A probabilidade de uma correção não é desprezível.”

Assim como o topo histórico anterior em moeda local pode funcionar como suporte, a média de 200 períodos no índice dolarizado em confluência com a linha inferior do canal de alta, podem também em conjunto trabalhar da mesma maneira.

Contratos de dólar

Os contratos futuros de dólar vêm trabalhando dentro de uma ampla congestão, conforme o retângulo destacado no gráfico abaixo. A moeda americana voltou a se valorizar, e mesmo com o aumento do diferencial das taxas de juros entre Brasil e EUA. O risco fiscal e as intermináveis crises políticas, mesmo com uma agenda de privatizações (correios) e reformas (tributária e administrativa) caminhando,  a faixa abaixo dos USDBRL 5,00 parece um sonho um pouco mais distante.

O índice DXY se encontra numa região importante, e caso rompa o seu topo anterior, poderá fazer uma figura de ‘W’, que se confirmado, projeta uma alta interessante para a moeda americana.

S&P 500

O principal índice americano continua fazendo máximas históricas de forma consecutiva. 

A economia americana ainda vem produzindo sinais de recuperação, no entanto, com divulgações de indicadores por muitas vezes dúbios, como a mais recente divulgação do índice de inflação ao produtor.

A tendência de alta se mantém até segunda ordem, como observamos no canal de alta demarcado pelas duas linhas diagonais e paralelas em azul, com uma projeção de alvo na casa dos 4.600 pontos, conforme gráfico abaixo.

Commodities / Metais / Bitcoin

Nas últimas semanas o preço do barril de petróleo vem oscilando bastante com o receio no lado da demanda perante o aumento do contágio pelo coronavírus ao redor do mundo, aparentemente fazendo fundo ao redor dos USD 66/bbl (WTI).

Os preços do minério de ferro vêm corrigindo de forma acentuada, saindo de uma máxima de quase USD 230, chegando a atingir um valor infeior aos USD 150 (correção de – 35%).

O cobre vem trabalhando de forma mais resiliente, respeitando ainda uma LTA super inclinada, conforme gráficos a seguir.

Ouro / Bitcoin

O metal após dar sinais que havia rompido para cima um importante canal de baixa (bandeira de alta?), voltou a operar dentro do mesmo, e vem testando novamente a linha superior deste mesmo canal neste momento.

Já o bitcoin depois de testar a faixa dos USD 30mil por algumas vezes, voltou a subir, e vem se aproximando dos USD 50mil.

Agenda econômica

O calendário econômico desta semana é bem importante, com destaque para o discurso do presidente do FED, e a ata do FOMC, programados para 3a 3e 4af respectivamente.

Se este conteúdo lhe foi útil de alguma forma, não esqueça de compartilhar nas listas de discussão que você participa.

Aproveitamos também para agradecer as 1.300 inscrições e convidá-los a assistirem os principais vídeos do nosso canal do Youtube:

 

Para receber outras informações diárias, curta nossa página no Facebook ou inscreva-se no nosso canal do Telegram, TwitterInstagram. Postamos diariamente algumas idéias, nessas redes sociais, e sua participação e feedback serão mais do que bem vindos. 

Produtos para investidores



Leia também…

Tagged

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

seventeen − five =