fbpx

Análise do mercado :: semana 28 à 31 de Julho

A semana que passou foi marcada por muita volatilidade e realização dos principais índices do mundo. O aumento das tensões entre as duas maiores potências econômicas do mundo voltou a assombrar os mercados. Um agravamento ainda maior dessa relação pode gerar consequências dramáticas para as já fragilíssimas economias que vêm sofrendo bastante desde o início dessa pandemia.

Em falar em coronavírus, o número de contágio não para de crescer, e esse é um problema seríssimo e ainda longe de ser resolvido, mesmo com todas as notícias positivas acerca das potenciais vacinas prometidas para o final deste ano.

Além das questões acima, estamos dentro da temporada de divulgação de resultados relativos ao 2o trimestre deste ano, que em teoria trarão o impacto ‘cheio’ do ‘congelamento’, ‘lockdown’, ‘quarentena’ da economia gerados pelo covid-19.

Como serão os resultados do Santander (banco que fez o menor provisionamento de devedores duvidosos no trimestre anterior), Localiza (que deve ter sofrido uma redução considerável na locação de veículos), Petrobras (período em que o preço da commodity chegou a trabalhar pela primeira vez na história no negativo), Gol e diversas outras empresas?

A seguir, trazemos também a lista de divulgação de resultados desta semana para as principais empresas americanas . Nesta destacamos o Facebook, Amazon, Google (Alphabet), Exxon, GM, MacDonalds, entre outros.

Como resposta à todo esse ambiente dificílimo, tivemos a aprovação de mais um pacote governamental na zona do Euro, esse em torno de EUR 750 bilhões, e possivelmente nesta semana, poderemos ver o senado americando aprovando mais um outro em ajuda às famílias e empresas deste país, que deve ultrapassar o montante de USD 1 trilhão. Certamente a possível aprovação desse tema, principalmente em termos do montante em questão, poderá chacoalhar o mercado de forma bem intensa.

Ainda de importante, devemos acompanhar a reinstalação da comissão para avaliar a proposta de reforma tributária no Congresso, aqui no Brasil.

E para fechar essa introdução inicial, insistimos mais uma vez que a economia real continua operando em ‘frangalhos’, enquanto os mercados de capitais se recuperam no formato em ‘V’.

Ibovespa

Observamos que depois de um ‘descanso’ de aproximadamente um mês, o IBOV fez duas barras bem expressivas de altas, para fechar a última semana com um doji (barra de indecisão). Contudo, o mesmo voltou para dentro de um canal de alta formado no início de 2016, e a linha inferior deste pode talvez trabalhar como um possível suporte, se necessário. Ou seja, nesse momento continuamos numa clara tendência de alta, e correções mais acentuadas fazem parte do jogo, ainda mais por todo o contexto descrito no início do nosso semanal.

Para quem opera o intraday, além da nossa análise semanal, convidamos a todos à assistirem o matinal que fazemos diariamente no nosso canal do youtube, no qual falamos sobre os principais índices do mundo, moedas, commodities, metais, num intervalo que vai entre 5-15min.

Contratos de dólar

Já os contratos futuros de dólar após fazerem um movimento muito forte para baixo, e configurarem posteriormente um OCOI (ombro cabeça ombro invertido) que não se concretizou, está operando muito próximo a um importante suporte marcado pela linha azul no gráfico abaixo. 

Para a moeda americana, temos três importantes observações:

(1) O aumento das tensões entre EUA e China podem gerar uma nova procura natural pelo dólar, denominado ativo de ‘segurança’, embora, pareça que esta corrida venha se dando majoritariamente neste momento pela busca em Ouro e Prata.

(2) Países e empresas estão super endividados, e grande parte dessa dívida está denominada em dólar. Desta forma, quase que obrigatoriamente, essas mesmas instituíções precisarão da moeda americana para honrarem seus compromissos à medida que esses forem vencendo.

(3) Como contraponto, o índice DXY vem caindo de forma bem acentuada, e está ensaiando romper um suporte que não era ultrapassado desde o início de 2019. Graficamente, a confirmação deste rompimento pode acelerar a queda da moeda americana frente às principais moedas do mundo.

S&P 500

O principal índice americano encerrou a semana também com um doji, mas vem operando numa clara tendência de alta. Como observamos na parte inicial do nosso semanal, esta e as próximas semanas poderão se caracterizar por uma expressiva volatilidade, dado todo o contexto atual.

Commodities e metais

Depois de uma recuperação importante nos preços do barril de petróleo, o mesmo demonstra dificuldades para continuar subindo com a velocidade anterior, provavelmente pela sinalização de que os principais países produtores começarão a flexibilizar um pouco mais os cortes realizados no início da pandemia.

O minério de ferro rompeu uma importante consolidação na casa dos USD 100, fazendo posteriormente um pullback, e armando agora uma nova perna de alta em direção à máxima histórica, conforme sugerem as setas em preto no gráfico abaixo.

O ouro fez uma fortíssima barra de rompimento, e acelera a sua alta de modo bem significativo. Aparentemente o metal capturou uma parcela do movimento defensivo que naturalmente era direcionado também ao dólar. Contudo, como vínhamos ressaltando, não há muita novidade nessa possível preferência, dado que a intensificação de impressão de dinheiro pelos bancos centrais ao redor do mundo pode de fato trazer uma instabilidade em termos de confiança no poder aquisitivo do papel moeda.

Agenda econômica

A semana será repleta de eventos e divulgações que deixarão os mercados mais agitados, como a declaração do FOMC, divulgação dos PIBs da Alemanha e EUA, taxa de desemprego no Brasil, entre outros.

Se este conteúdo lhe foi útil de alguma forma, não esqueça de compartilhar nas listas de discussão que você participa.

Aproveitamos também para agradecer as 878 inscrições e convidá-los a assistirem os principais vídeos do nosso canal do Youtube:

 

Para receber outras informações diárias, curta nossa página no Facebook ou inscreva-se no nosso canal do Telegram, TwitterInstagram. Postamos diariamente algumas idéias, nessas redes sociais, e sua participação e feedback serão mais do que bem vindos. 

Produtos para investidores



Leia também…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

sixteen − fifteen =