fbpx

Estratégia da média de 200 períodos

Keep it simple! Essa frase define essa estratégia vencedora 

Quando comecei a fazer as primeiras operações no mercado financeiro notei que muito frequentemente encerrava prematuramente os trades iniciados.

À medida que o tempo foi passando percebi a importância de maximizar os lucros e reduzir as perdas, em cada trade. Pode parecer óbvio, mas nem sempre é fácil manter essa regularidade: trades positivos que tenham um financeiro maior se comparado ao financeiro dos trades negativos.

Outra coisa que acontecia no início era a dificuldade de selecionar os melhores pontos de entrada e saída em cada trade. Atribuo a essa dificuldade à grande quantidade de indicadores que costumava usar naquela época (ver gráfico abaixo). Os gráficos eram muito poluídos por indicadores, osciladores e médias móveis de todos os tipos e cores. E o fato era que eu precisava mudar e adotar um estilo mais “clean” de análise. 

Aliás, o nome “Metanoia” vem justamente dessa necessidade de adaptação constante que a atividade de trading exige, pois significa capacidade de adaptação, ter a flexibilidade necessária para mudarmos de posição.

Quem nunca precisou “virar a mão” numa operação, de “comprado” para “vendido”, quando o mercado nos mostrou que estávamos errados, após um trade recentemente iniciado?!?!

Um dos livros que ajudou neste processo foi o “Naked Forex” dos autores Alex Nekritin e Walter Peters. Nesse livro eles mostram técnicas interessantes sem a utilização de nenhum indicador. 

Uma das técnicas que passei a aplicar, é a técnica das médias móveis de 20 e 200 períodos, para identificar a direção predominante do mercado. Em síntese, médias apontadas para cima, sugerem operações compradas e quando apontadas para baixa o inverso, isto é, operações vendidas.

A média de 200 períodos é bastante poderosa, pois reúne muita memória de preço. Imaginem essa a média plotada nos gráficos de 15 minutos. A média de 200 períodos seria o equivalente à média de todos os negócios nos últimos 3.000 minutos ou das últimas 50 horas de negócios. Considerando que um pregão dura em média 8 horas, pode-se calcular até quantos pregões são necessários para formar cada ponto desta média.

Neste contexto, quando o há uma tendência estabelecida de topos e fundos, ascendentes ou descendentes, a média de 200 períodos é um ponto muito difícil de ser rompido. Se o ativo estiver em queda, dificilmente a média de 200 períodos será rompida na primeira ou na segunda tentativa. O mesmo vale, se o ativo estiver subindo, com a média de 200 períodos por baixo. Ver os exemplos a seguir:

Essa estratégia, portanto, consiste em: 

  1. Utilizar a média de 200 períodos como ponto de entrada, para trades a favor de uma tendência estabelecida;
  2. Esses trades não são muito frequentes, mas quando ocorrem têm uma taxa de acerto muito alta;
  3. O stop fica sempre acima/abaixo da média de 200 períodos (ver exemplos abaixo); e 
  4. Os alvos podem ser determinados nas retrações de Fibonacci.
  5. Deve-se evitar a utilização desta estratégia caso a média de 200 períodos tenha sido testada previamente, mais de duas vezes.

Se você chegou até aqui e tiver interesse em estudar uma estratégia que tem uma taxa de acertos superior a 80%, clique aqui.

Diariamente discutimos essas estratégias no nosso canal do Telegram

 

 

Aproveitamos também para convidá-los a assistirem os principais vídeos do nosso canal do Youtube

 

Para receber outras informações diárias, curta nossa página no Facebook ou inscreva-se no nosso canal do Telegram, TwitterInstagram. Postamos diariamente algumas idéias, nessas redes sociais, e sua participação e feedback serão mais do que bem vindos. 

Produtos para investidores



Leia também…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

1 × one =